31.12.16

um brinde a dois mil e dezasseis



dois mil e dezasseis foi um ano diferente. o ano que começou com um desafio que viria a alterar o percurso e os planos que todos tínhamos traçado. não vou dizer que foi um ano fácil ou um ano díficil. foi como foi. teve os seus momentos mágicos e os seus momentos de cortar a respiração. o que é certo é que tinha como vontade viver a vida da forma mais bonita possível e isso não me foi negado. rodeei-me de cores bonitas, sítios bonitos e pessoas a combinar. não deixou de ser um ano recheado de boas memórias, brincadeiras, boa comida, cantorias, piquenines e passeios. para o próximo ano apenas peço sabedoria para não esquecer as lições aprendidas e alguma calma para as poder colocar em prática. de resto, seja tudo como foi até aqui. mais coração que razão, mais branco que preto, mas riso que lágrima. 

16.12.16

lights

luzes luzes

15.12.16

natal em casa da minha irmã

natal em casa da minha irmã natal em casa da minha irmãnatal em casa da minha irmã

14.12.16

construir uma aldeia de natal

em dois mil e quatorze fiz uma mini aldeia de natal e cada uma das minhas tias levou uma das casinhas para casa (ver aqui). este ano senti-me com vontade de repetir a graça, que tal?
  aldeia de natalaldeia de natalaldeia de natal


  aldeia de natalaldeia de natalaldeia de natal aldeia de natal

13.12.16

o gato guia

no último feriado reúnimos algumas coisas para o lanche e fomos até alcafache. depois de umas fotografias aqui e ali (eu e a minha irmã estamos a registar o crescimento do cabelo dela e é sempre um fartote quando paramos para lhe tirar as fotografias) fizemos uma mini caminhada acompanhados por este gato-guia. acompanhou-nos na ida e na volta, ultrapassando-nos ou ficando um pouco para trás para investigar algum espaço. era muito dado à fotografia, invadindo mesmo algumas sem permissão. 

alcafachealcafache alcafache alcafache alcafache alcafachealcafache

12.12.16

visita a Aveiro

No final da última semana fomos até Aveiro super rápido. uma das minhas irmãs tinha assuntos para tratar por lá e nós fomos fazer-lhe companhia. Tivemos a sorte de apanhar um dia de sol e calor e fomos caminhar um pouco pela cidade. Gosto sempre de passear de câmara na mão pelas cidades que me são pouco familiares. 

p.s.: tenho fotografado tão pouco que deixei a câmara ficar sem bateria sem dar conta, tirei estas fotografias com o telemóvel

visita a aveiro visita a aveirovisita a aveiro visita a aveirovisita a aveiro visita a aveirovisita a aveiro visita a aveiro
Copyright © gentesentada
Design by Fearne