29.9.11

carregamento para a mau humor.


23.9.11

ir ao parque com o hugo.

20.9.11

é verdade que ando a estudar muito.


eu e organização, enfim não combina



E por isso, desde do dia em que decidi organizar o meu local de trabalho, decidi também fazer uma lista de coisas que precisava de organizar no meu quarto. As duas primeiras já estão (que acredito que continuem uma confusão aos olhos de terceiros), o local de trabalho & o armário que já está prontinho para o Inverno.

troca por troca.


Inspirada pela Zine da Leonor Almeida, fiz eu uma espécie-de-zine-que-eu-gostaria-mais-de-chamar-livrinho-de-bolso com o nome de Troca por Troca. Eu sei que ele me perdoa a falta de jeito e os seus defeitos, pois foi feita com muito amor, carinho e falta de tempo. TROCA POR TROCA. Amor por amor. Bilhete por bilhete. Bilhete por um desenho. Bilhete por um beijinho. Bilhete por um livrinho. / Estes são alguns dos bilhetes do Pedro, alguns daqueles que eu gostei mais. Estas são algumas das minhas cartas, as últimas que lhe escrevi. E isto sou eu a tentar mostrar o meu amor, da forma que eu melhor sei.

14.9.11

Artur e Framboesa, uma verdadeira e estranha história de amor.

mais miminhos do pedro.


cinema em casa #001


Vi este filme já há algum tempo, três anos atrás, mas marcou-me de várias maneiras e ainda hoje o refiro nas minhas conversas. A história do filme faz-nos ver as coisas de uma outra maneira, pelo menos re-pensar algumas coisas que já tínhamos suposto saber e quanto a toda a animação do filme, acho muito bonito a forma como tudo se relaciona, interliga e sem largar o preto e branco (vá, pronto, há aquelas cenas especiais a cor).

working.


homemade bag - xxl love








No outro dia, eu e o Pedro estávamos a lanchar e eu estava a contar-lhe que tinha visto mala que era muito bonita, especialmente porque era muito grande e assim podia trazer todas as coisas que poderíamos precisar durante o dia. A conversa continua e eu começo a imaginar uma mala, chego a casa, falo dela à minha mãe e desenho-a. Decidimos seguir em frente e depois foi só escolher os tecidos nos baús cá de casa. Coser os corações e as letras e dar à minha mãe para fazer a parte lateral com uma renda em tons de bege, forrar e coser umas partes às outras na sua super máquina. Está pronta, e eu adoro-a. Não podia ter corrido melhor!

e parecia um desenho animado.

para guardar as colecções mais bonitas, mais uma vez.


os meus conselhos mais sensatos.


Bebe chá e toma conta de ti.

virgula.




Maurício.

O Maurício é o gato que vive na minha rua. Ninguém sabe que ele se chama assim, só eu. E até vos explicava a história, mas é aborrecida. Ouço-o sempre que estou no meu quarto, na sala ou nas escadas do prédio. Maurício, Maurício, Maurício. Ouço-o a ele, e a todas as pessoas que passam na minha rua e falam com ele. Não há quem falhe. Novos e velhos, conhecidos e desconhecidos. Gatinho, olha o gato, vem cá gatinho. Já disse que é Maurício, Maurício, Maurício. Até o Pedro quer falar com o Maurício quando o vê. O Pedro também não aceita que ele se chama Maurício. Mas é. Maurício.

diários.


Se alguém vos disser que escrevo um diário, acreditem porque é verdade. Não é um diário qualquer, nem é sequer muito íntimo. É um diário onde relato tudo aquilo que quero fazer, como quero fazer, com quem posso fazer. Um diário onde falo dos meus projectos, dos seus avanços e recuos. Um diário onde faço esboços das minhas ideias, das minhas fotografias. Um diário onde aponto as datas mais importantes. Isso é o que escrevo no meu diário. Isso e apontamentos sobre as pessoas que passam na minha rua, sugo-lhes a vida e estou a escrever uma história sobre eles.

galão + pedro


Copyright © gentesentada
Design by Fearne