30.9.09

project365 - day 085


hoje faltei à escola, mas não fiques zangado comigo, está bem? estou muito cansada, tão cansada que nem consigo pensar. estava/estou tão pouco interessada naquilo que me pudessem dizer, que fiquei por casa. acho que hoje é o dia, o dia que faço luto à vida que conhecia, hoje é o dia em que me deixo cair no buraquinho da fraqueza, aquele bem escuro dentro de mim. depois choro, choro tudo o que houver para chorar. amanhã, ou até no final do dia, já serei outra, mas deixa-me fazer isto, sim? deixa-me ficar irritada, zangada, deixa-me queixar à vontade da pouca justiça. deixa-me dizer que janeiro foi demasiado frio, fevereiro foi em vão, março foi escuro e abril teve sabor de sangue. que maio fraco e que eu junho já eu estava farta de julho. agosto foi solidão. e setembro, oh setembro, deixa-me dizer-te que setembro se apresentou tão leve, que quase acreditei, e agora? agora é só a marca de mais uma mudança. deixa-me gritar e partir coisas. deixa-me ser sincera com isto tudo e dizer: foda-se, merda, foda-se! mas amanhã, eu juro, eu prometo, estarei bem.
i'm scared, but i'm okay.

24.9.09

aprende
quando eu digo "daqui até lá ainda pode mudar muita coisa" é porque acredito mesmo nisso, acredito que podem acontecer coisas muito boas e coisas muito más, por isso meu amor, não me perguntes como vai ser agora. nem me perguntes o que espero. nem me peças para fazer planos para o meu futuro, quando eu sei que "daqui até lá ainda pode mudar muita coisa". E se eu digo "agora está tudo diferente" é porque está, e é tudo, tudo mesmo. sou eu, ele e eles. é a rotina, a maneira de ver (de te ver), a maneira de pensar (já não há muito espaço para ti), os objectivos, os pequeno pormenores, os hábitos, quando digo isso, é porque é mesmo assim, não encontro um ponto com o passado. E digo-te: agora está tudo diferente.

22.9.09

às 23



(é que sabe bem ouvir alto.)

21.9.09

project365 - day 075 & 76



adivinhem só o que estive a fazer estes últimos três dias.

19.9.09

slow show (project365 - day 074)



ouvi tantas vezes, que já a sei cantar baixinho, alto e médio.

18.9.09

uma história de amor, entendes?





(project365 - day 071)

13.9.09



De entre saiinhas de ganga que lhe ficavam pelos pés, meiinhas e cuecas de renda branquinhas e muitas fitinhas de cabelo minúsculas, foi trocando o choro de birra e o caminhar cambaleante pelo ar de "senhora", pelo jeitinho em arrumar papeis direitinhos e em limpar o pó aos livros do "ispistório" da mamã e pelas manchas de emoção quando jogava às cartas com as irmãs mais velhas. Lembro-me tão bem da nossa Martinha... Lembro-me como se fosse hoje de ela me aquecer a cama e o pijama na esperança de que me deitasse à mesma hora, (embora tal nunca acontecesse) e de, às vezes, me trazer uma caneca de leite de chocolate aquecida no microondas... Era uma senhora. Acho que nunca disse isto, mas é evidente que quando fui trabalhar para fora foi das pessoas que mais me custou deixar... A minha irmã pequenina... Aquela que durante o primeiro ano me ligava todas as noites para falar... Foi também a única pessoa que me fez chorar por estar longe, pois percebi nesse ano que o afastamento físico me privaria de ver os pequenos avanços do seu dia a dia... Mas tudo faz parte e hoje... Bem hoje... Está crescidíssima... Independentemente da idade, uma rapariga cheia de projectos e ideias contidas numa atitude discreta e envergonhada com os estranhos, que se transforma em palavras e palavras que surgem em catadupla nas conversas à hora da refeição. Às vezes quero que ainda seja uma menina que precise da nossa ajuda e da nossa orientação, mas muito embora ainda a peça é bastante autónoma, com a cabeça no lugar e pouco influenciável e ainda assim muito muito compreensiva e meiga... A nossa Marta (que de Martinha já não tem nada) tornou-se a verdadeira artista da familia, sabendo adaptar-se a cada uma de nós e estando agora a florescer e a brilhar à medida que crescem os seus cabelos fantásticos. É com muito orgulho que ouço muitas amigas dizerem que está muito parecida comigo. Gosto muito de pensar que sim, pois para além de a adorar como irmã, admiro muito a sua personalidade e a forma subtil como a mostra em coisas do dia a dia que passam distraídos aos olhos dos que vivem sem reflectir. Por isso, hoje que e o dia do seu aniversário, bem... decidi fazer-lhe uma homenagem... e dizer-lhe que a vida será apenas um sucessivo de vitórias que se devem especialmente à sua força de vontade em fazer aquilo que realmente gosta... Para a fotógrafa, a desenhadora, a escritora, a actriz, a irmã, a filha, a tia, a amiga... Um beijão muito colorido e especial e um dia de aniversário muito feliz.
Teresa Margarida


Depois ontem eu falei-lhe da minha irmã mais velha (a mais velha de todas) já sabes como sou quando começo a falar da minha família, está-me no sangue ama-los a todos de uma forma enorme e sem limites. E depois adormeci e pensar nisto, no que ela tinha dito, no dia em que fiz anos. (24 de abril, para quem não sabe) ah e depois na fotografia é ela, a 28 de dezembro. depois eu não queria dizer mais nada, mas sei que este ano, vou ter mais saudades dela, no que outros todos juntos.

12.9.09

we will see the things, we've come to find.




daniela (estas são as minhas preferidas, acho, e ela nem deu conta.)

did they get you to trade your heroes for ghosts?




daniela








1. Daniela 2. Sara 3. Sara 4. Sara 5. Daniela





mãos da sara e inês.

olá irmão da marta

don't carry the world upon your shoulders




daniela

sara raquel



let's dance little stranger

1


let's dance little stranger, show me secret sins, love can be like bondage, seduce me onde again. burning like an angel, who has heaven in reprieve, burning like the voodoo man, with devils on his sleeve. won't you dance with me, in my world of fantasy, won't you dance with me, ritual fertility. Like an apparition, you don't seem real at all, like a premonition, of courses on my soul. the way i want to love you, well it could be against the law. i've seen you in a thousand minds, you've made the angels fall. won't you dance with me in my world of fantasy. won't you dnce with me, ritual fertility. Come on, little stranger, there's only one last dance, soon the music is over. let's give it one more chance.

oh dear you look so lost



sara

the purple knees club






1. inês e sara 2. ines, sara e daniela 3. inês e sara 4. sara 5. daniela e inês

bye bye sara, hello kitty.

y
(ela tem um elástico da kitty, daí o titulo)

we all live in a yellow submarine




1. Sara 2. Daniela

11.9.09

project365 - day 066

eu tinha uma fotografia da marta, inês, ana. mas...

10.9.09

o Babas veio-me visitar ontem.







Agora o tomás já tem quatro dentinhos (perfeitos para morder) e já sabe brincar ao "teté", dar comida às bonecas e atender o telefone. Já quase que anda e fala bastante (fala, tu sabes, fala) e quando estou com ele só me apetece agarra-lo e dar-lhe beijinhos, beijinhos, beijinhos e beijinhos.

9.9.09

"you're lazy , just stay in bed"* (project365 - day 065)

e o título veio daqui.
Copyright © gentesentada
Design by Fearne