19.1.18

If you spend the night with me / I will make it worth your while

Sem título fotografia: lupa.s | titulo: the night - honne

18.1.18

andré nas flores | sensiveis, 1

andre | sensivel

Quando comecei o projeto retratos improváveis houve um grande alarido e recebi várias mensagens a reclamar ~em jeito de brincadeira~ que eu só fotograva raparigas, que só procurava raparigas, que planeava tudo com raparigas. Então, e os rapazes? Não sabia apontar o verdadeiro motivo para a ausência de fotografias do sexo masculino mas a razão mais provável é que não vos vejo como sensíveis suficientes para encarnarem as minhas ideias mais queridas. Ideia um pouco parva, eu sei. Sempre a desfazer os meus preconceitos, comecei a falar com alguns rapazes e segui para mais um desafio: agora tenho as ideias mas os voluntários ficaram envergonhados. ups? 

andre | sensivelandre | sensivel andre | sensivel andre | sensivel andre | sensivelandre | sensivel andre | sensivel andre | sensivelandre | sensivel

17.1.18

o ambicioso senhor parker | mesinha de cabeceira

mesinha de cabeceira: ambicioso senhor parker

Encontrei este livro numa daquelas feiras de livros com livros-que-já-ninguém-quer-de-editoras-que-já-não-existem, conhecem? Nesse dia trouxe dois livros, um que li no próprio dia e o ambicioso senhor parker que me acompanhou por vários meses (foi o livro que demorei mais tempo a ler em 2017). Apesar do tempo longo da leitura foi um livro querido para mim, identifiquei muitos amigos na personagem principal, o Patrick Parker, aliás, até eu me identifiquei com ele, porra, somos todos Patrick Parker! Mais, desafio qualquer pessoa a ler o livro e não soltar uma gargalhada no final. Ah!
Até então, tudo o que tivera fora sonhos de vir a ser hospedeira aérea, conselhos de que se devia centrar nas suas capacidades para a costura e o conforto das palavras da mãe de que devia casar-se um dia e ter filhos e que isso era mais do que suficiente para qualquer rapariga. Não lhe pareceu muito verdadeiro depois de ver a rainha coroada porque, afinal, ela era casada, tinha marido (obviamente) e dois filhos - e, no entanto, governava o mundo - Malaia e África e tudo o resto. Quando Audrey chamou a atenção da mãe para isso, esta disse-lhe para não ser tonta, que a Rainha de Inglaterra tinha sangue azul, o que explicava a diferença. Como Audrey sabia muito bem que o seu sangue era apenas vermelho, aceitou a explicação. O sangue de Patrick era vermelho como o dela. Mas para os rapazes era diferente. (pág. 72)

mesinha de cabeceira: ambicioso senhor parker

Tal como o seu herói, tinha aquilo a que se chamava secretamente uma chama criativa sagrada e tinha que a proteger. Isambard escreveu um dia a algumas mulheres e como Patrick o compreendia agora: «Quero que saibas que, se parecer estar a levar as coisas friamente, é porque as sinto de forma tão aguda que sou a obrigado a manter-me insensível por forma a suportá-las...» (pag. 92)



16.1.18

já vamos a meio de janeiro? | life lately





O tempo passa e passa a correr, mas não sinto que me possa queixar, de todo. A última semana do ano passado foi um desastre e quase arruinou tudo, mas não quero falar, escrever ou pensar sobre isso. Para compensar dois mil e dezoito tem sido um ano simpático e cheio de surpresas.
I keep my heart down low / Fighting is not what I came to do / I keep my heart down low / I keep it from you / Cause I can't go up, down, down / every time you come around. ~ H.D.L de Lewis del Mar
Conto já três livros, duas séries e mais fatias de cheesecake que é impossível contar pelos os dedos das mãos, das duas mãos. Revi o Miguel, sim, o Miguel e tive a oportunidade de partilhar algumas horas e caminhadas com algumas das pessoas-fixes-do-instagram. 
Acorda leoinha, vai rugir lá fora / Te dei 10 minutinhos já faz meia hora / o seu bom dia rouco me dá tanta paz / estica o corpo todo como o gato faz. / leoa, sua pele é boa de beijar / leoa, me faço leão pra te amar. ~ Leoa de Pedro Salomão
Depois de um inicio de ano bem calmo, fui até ao Estoril e passei muitas horas a ver o mar, a ouvir o mar, a rir-me com a Teresa e a partilhar refeições deliciosas. Agora regresso de baterias recarregadas ~ok, agora estou doente, mas em breve estarei melhor~ e é a hora de me dedicar ao trabalho e planear a próxima viagem: Porto. Quem me acompanha numa fatia de bolo de chocolate?
you don't know your time is something that I need to have / I'm breaking all the rules because I've got to have you bad ~ your time de nick murphy

31.12.17

adeus dois mil e dezassete

Não tinha reparado nisto mas o ano terminar logo a seguir ao Natal é meio caminho andado para tornar muito mais bonito, não? Ainda estou cheia dos bons sentimentos com que fui presentada neste Natal (como em todos os outros anos porque a minha família é muito especial) e decidi ir rever as memórias e acontecimentos dos anos e sinto-me uma sortura porque na balança da felicidade, os momentos menos saborosos, bem, nem entram na lista! Também percebi que este último ano dava dividir em três fases: um inicio em meio gás, na cidade de coimbra, muitos livros e zero internet ou televisão. um verão de tardes muito longas, pizza para o almoço e mais livros e esta última fase: licenciatura terminada e a terrível pergunta: o que queres ser?


No inicio do ano comecei com o cabelo curtinho, um projeto 52 weeks, 2017 (um auto-retrato por semana) mas não o conclui com sucesso. Quase-vivemos em coimbra, num T1 pequenino e muitas horas em salas de espera. Visitei a Figueira da Foz, já vos disse que gosto muito de praia no Inverno?


Continuou a existir um café por mês com os primos, hábito que celebrou o seu primeiro aniversário em Novembro e tem cumprido com o objectivo de nos aproximar a todos. Visitei a Manuela em Aveiro. Celebrei o meu vigésimo quarto aniversário rodeada de amigos & família. Consegui ter a sensatez de fechar portas a quem não merecia estar por perto e reforçar o contacto com as pessoas que me são mais queridas. Terminei uma relação de três anos que, felizmente, foi sendo substituída por uma amizade muito mais equilibrada, nem sempre o fim é o fim, nem sempre o fim é como esperamos.




Continuei a dar explicações, tendo multiplicado o número de meninos e descobri que é algo que me dá alguma alegria. Comecei a trabalhar algumas horas e alguns dias numa livraria (que é obviamente um sitio encantador para trabalhar). Desenvolvi alguns projetos e comecei a envolver-me mais com a costura (não tanto como queria, mas dois mil e dezoito que me aguarde). Passei grande parte do verão na companhia da Teresa no Estoril e fui apresentada à Ericeira e apaixonei-me um pouco. Um pouco muito.



Fiz as minhas primeiras publicações patrocionadas. Terminei a minha licenciatura em Artes Plásticas & Mutimédia. Comecei a procurar trabalho e até fui algumas entrevistas. Deixei crescer o cabelo e perdi peso. Comecei a fazer mais vídeos (muito devagarinho). Fotografei mais e mais pessoas. Iniciei o projeto Improváveis, que é um dos meus preferidos até ao momento. Experimentei novos restaurantes. Celebrei o verão e as noites longas. Experimentei comida mexicana (que não é de todo a minha preferida) e acabo o ano de coração de cheio. 

23.12.17

THE LAST INSTASTORIES | @martabeijinhos


22.12.17

série da semana: mindhunter




Ok, mais um original do Netflix: Mindhunter ~e não, não recebo nada em fazer publicidade constante ao netflix. pago a minha mensalidade todos os meses como qualquer comum mortal ~ Mas porque comecei a ver esta série? Bem, foi um amigo que falou a um amigo que falou um amigo e assim que me chegou aos ouvidos fiquei logo interessada. Algo que não sabem sobre mim é que vi todas as temporadas de Mentes Criminosas e volta e meia ainda me apanho a ver episódios repetidos. Assim, quando percebi que esta série seria como uma espécie de antecedente fiquei muito curiosa. Agente Ford e Bill Tench vão entrevistar e estudar alguns dos maiores criminosos da época para compreender a sua maneira de pensar e eventualmente prevenir e compreender alguns dos crimes, cool huh? 

Em 1977, Holden Ford, um negociador de reféns frustado, encontra um aliado improvável no agente veterano Bill Tench, com o qal estuda um novo tipo de assassino.

p.s.: e já foi anunciada segunda temporada! 


Copyright © gentesentada
Design by Fearne